Microfisioterapia para tratar endometriose

A endometriose acaba sendo uma dor de cabeça para muitas mulheres, provoca dores, impede, muitas vezes, uma gravidez e pode, sim, estar envolvida com processos emocionais profundos e que podem ser auxiliados com a Microfisioterapia. Saiba mais.

Você sabia que a Endometriose, geralmente, está conectada a processos de exclusão, de alguma forma? Um aborto, um abuso, uma negação da energia feminina que podem provocar uma disfunção física. Dá para tratar somente com o campo das emoções? Não. Mas pode ser que a descoberta das causas traumáticas acelere os processos de tratamento.

Geralmente, a endometriose está conectada a dois tipos de conflitos: ou a uma negação do processo feminino de fertilidade, que pode vir de uma perda, um abuso, uma negação do feminino, a incapacidade de se sentir potente para levar uma gravidez até o final, por exemplo. O processo se torna, aos poucos, doloroso e provoca dores e causa outros problemas relacionados.

As dores podem aparecer durante todo o tempo, especialmente no baixo ventre ou conectada aos órgãos reprodutores, pode aparecer com maior intensidade durante o período menstrual, com um fluxo intenso ou uma menstruação irregular e com muitas cólicas. Pode provocar constipação, náuseas. E pode levar, claro, à infertilidade, o que preocupa muitas mulheres.

Descobrir os processos emocionais ligados à endometriose pode ajudar

Não estamos dizendo para não procurar um ginecologista. Endometriose precisa ser tratada e é preciso investigar, obviamente, se ela está ligada a processos físicos hormonais, por exemplo. Entretanto, se ela tiver como causa primária um trauma ou uma memória cristalizada nos tecidos do corpo, pode ser que isso dificulte o tratamento, ou pior, faça com que os sintomas voltem, depois de um tempo.

É aí que entra a Microfisioterapia. Na hora de buscar essas memórias, esses traumas, e avisando o organismo de que ele está seguro, de que o tratamento está sendo feito e que ele pode se desfazer das memórias que causam o problema ou que o agravam. Nunca é um processo fácil, porque a Microfisioterapia vai buscar memórias gravadas nos tecidos do corpo. Mas, uma vez encontradas, elas podem ser limpas, e é o que vai ajudar a complementar o tratamento.

Ou seja, se você sofre com a endometriose, siga seu tratamento, mas busque se há alguma causa emocional conectada com o seu caso físico. Se houver, a microfisioterapia pode ser um ótimo coadjuvante, que ainda vai ajudar também a entender outros processos emocionais e a criar uma rotina mais saudável e a observar a sua saúde integral e plena.

Quer saber mais? Mande um email ou entre em contato aqui pelo site que nós chamamos você!

1 comentário em “Microfisioterapia para tratar endometriose”

  1. Pingback: Microfisioterapia para tratar endometriose - Blog Anselmo Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *