3 dicas para sair da zona de conforto

Sabe aquele lugar onde você se sente totalmente confortável, mas que você sabe que não faz bem nem para você e nem para quem está à sua volta? Seja um relacionamento, um trabalho, o lugar onde você mora. Mudar pode ser difícil, mas é um passo necessário para crescer. Mas, como fazer para começar?

Por mais sofrida que esteja uma situação, se ela for um costume, se for conhecida e parecer segura, de alguma forma, sair dela pode ser bem doloroso, nós sabemos disso. E é exatamente por isso que muita gente permanece em relações tóxicas, em trabalhos sem sentido algum, em residências cheias de memórias emocionais que machucam, porque é confortável. Mas, se é nessa situação que você se sente “em casa”, é só saindo dela que pode encontrar a cura.

Permanecer na zona de conforto pode significar estar à mercê de dores e doenças de fundo emocional, pode significar uma estagnação física e mental, pode ser traduzido por “uma vida que não evolui”. Mas, se é necessário, porém sofrido, como fazer para sair da zona de conforto? Nós separamos 3 dicas bem básicas, que elaboramos depois de acompanhar muitos pacientes nessa mesma situação:

  1. Exercite sua coragem. Todos nós somos corajosos, acredite. Todos temos em nós o impulso da mudança. Provavelmente, se você se encontra em uma zona de conforto, ele está adormecido. Então, buscar esse impulso é um ótimo primeiro passo. Como? Vá ao fundo do seu sofrimento. Você está feliz, assim? É essa vida que você sonha em ter? É neste lugar que você quer ficar? Observe-se como se estivesse do lado de fora: quem é esta pessoa? Ela é um ideal de vida? Exercite, antes de mudar, a coragem de se observar e de enfrentar a realidade. Se você estiver realmente disposto a ser diferente, a mudar, a coragem de agir vai aparecer;
  2. Não mude tudo de uma vez. Alguns animais, como os gatos, precisam de mudanças graduais para eliminar o estresse. Conhecer o ambiente, se acostumar, ir se familiarizando com a situação. Geralmente, quem deseja sair da zona de conforto, mas dá um passo muito grande, tem grandes chances, também, de voltar rapidamente ao começo. Ficar arisco. Talvez você não seja como os gatos. Mas, para facilitar o processo, realize pequenas mudanças, dê um passo de cada vez. Quando se der conta, terá mudado por completo;
  3. Tenha consciência de que você irá mudar. Pode ser que você simplesmente mude com o processo de sair da zona de conforto, se perceba uma outra pessoa, com gostos, ideias e objetivos diferentes. E tudo bem. Será um novo EU, que você se permitirá conhecer. Mas, talvez, você tenha que promover uma mudança em si mesmo antes de sair de um lugar, de um relacionamento, de um trabalho. Muitas vezes, a mudança começa do lado de dentro. Não alimente o medo e nem ache que está enlouquecendo. Você apenas está se permitindo ser quem deseja realmente ser. Sair da zona de conforto é sair do casulo.

Nós sabemos que não é uma tarefa simples e, talvez, você precise de ajuda profissional. Mas sair de uma situação que, apesar de parecer confortável, só era um empecilho para seu crescimento, é realmente transformador e enriquecedor. Se a gente puder dar um conselho apenas, é “permita-se”!. Descubra a riqueza que você tem e pode estar escondida por tristezas e por uma sensação de não ser dono da própria vida. E todos somos, só precisamos redescobrir esse poder.

1 comentário em “3 dicas para sair da zona de conforto”

  1. Pingback: 3 dicas para quem quer sair da zona de conforto - Acontece Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *