O que é Saúde Integrativa, afinal?

Técnica de atendimento que inclui diversas ferramentas para ampliar resultados, a Saúde Integrativa tem se tornado uma aliada forte da saúde ampla, já que oferece recursos para cuidar do corpo, da mente e da rotina. Confira.

A escolha por trabalhar com Saúde Integrativa surgiu da necessidade de ir além do atendimento em consultório. Muitas vezes, percebíamos que o problema do paciente não estava apenas na má postura, nas memórias traumáticas e nas crenças limitantes, mas também estava na alimentação, nas escolhas de leitura, de horários, de programação de vida. Claro que, muitas vezes, o próprio quadro de dor ou doença acabava impedindo escolhas mais saudáveis e ajudava muito, em casos assim, estar presente na hora de promover saúde em outras áreas da vida, inclusive encontrar uma carreira, por exemplo.

Foi então que A Biointegral Saúde passou por algumas mudanças. E passamos a trabalhar de uma forma ainda mais completa. E o que isso significa? Apostar na Saúde Integrativa. Estar presente não apenas no momento da consulta, mas no dia a dia do paciente, ajudando a fazer escolhas mais conscientes e que estejam mais alinhadas com a sua saúde física, mental e emocional. Nossa formação, minha e do Sergio, nos permite, como fisioterapeutas, trabalhar com o físico e com as emoções. Somos formados em Microfisioterapia, com os criadores da técnica e na França, em Psych-K, em Terapia Manual e outras técnicas que usamos para encontrar fatores que estão além das queixas do paciente.

Por isso, atendemos pessoas com depressão, crises de ansiedade, alergias as mais diversas, problemas de relacionamentos, que tenham distúrbio de sono e alimentação, entre muitos outros. E, desses problemas, a maioria não tem apenas uma causa. É preciso investigar, corpo e mente, memórias e rotina, para entender o que está causando dores, sintomas e perturbações. Somos seres complexos e ricos em estímulos e informação. Usar apenas uma forma de entender um problema pode não ser suficiente e por isso a Saúde Integrativa, para nós, é a melhor opção.

Quando usar a saúde integrativa?

Quando, além de tratar um sintoma, você também quer ganhar em qualidade de vida. Entender como é o seu funcionamento diante das decisões que precisam ser tomadas, das muitas opções a que somos apresentados todos os dias, permite que você entenda os propósitos de cada passo que dá. Ao invés de simplesmente seguir o que dita a sociedade e a família, por exemplo, você se permite fazer escolhas autorais e cheias de sentido e significado. Sua saúde emocional agradece.

Além disso, também é uma ótima opção para quem deseja ter uma alimentação mais saudável, incluir exercícios e meditação na rotina, entender quais os melhores horários pessoais para cada elemento e garantir que haja saúde de dentro para fora e de fora para dentro, no que pensamos e sentimos, e no que consumimos. Sua saúde física agradece.

Nós somos todos essa mistura de memórias, crenças e escolhas. Que interfere diretamente no nosso bem-estar e na maneira de olharmos o mundo. Se estivermos abertos para tratamentos que, muito além de medicação, possam inserir em nossa vida outras formas de perceber o que sentimos e como nos comportamos diante do novo, certamente, teremos resultados mais rápidos e duradouros. Na Saúde Integrativa, o foco não é a doença, mas o seu bem-estar em todos os âmbitos da vida.

2 comentários em “O que é Saúde Integrativa, afinal?”

  1. Pingback: O que é Saúde Integrativa, afinal? - Blog Anselmo Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *