Você dorme bem?

Sim, dormir bem é mais do que necessário, é imprescindível para uma saúde em dia. Mas como conciliar qualidade do sono com o estresse dos dias atuais? Que tal apostar na Microfisioterapia?

E aí, você dorme bem? Temos certeza que a maioria das pessoas, ao ler essa pergunta, já vai começar a ter palpitações. Sim, dormir bem, nos dias de hoje, é um luxo a que muitas pessoas não têm acesso, e o vilão principal dessa realidade é o estresse. Muito vinculado à rotina estafante das grandes cidades, o estresse pode, sim, ser causado pela correria, pelo tempo escasso e pelo trânsito, por exemplo, mas pode também estar conectado a fatores menos alarmantes, como uso de aparelhos eletrônicos (especialmente antes de ir para a cama), uma planilha financeira que não bate, uma vida familiar que não anda muito tranquila ou a assuntos mal resolvidos, como traumas e outros problemas emocionais.

Independentemente de qual a causa, uma coisa é certa: falta de sono e noites mal dormidas afetam diretamente a saúde, seja mental, emocional ou mesmo física. “O sono é o momento propício para a maioria dos metabolismos do corpo, e quando não damos a qualidade suficiente para esses processos, acabamos sofrendo consequências, mais dia, menos dia”, explica Fresia Sa, fisioterapeuta especializada em Microfisioterapia na Biointegral Saúde. “Perdemos qualidade de vida, porque estamos sempre cansados, porque o corpo não absorve a quantidade necessária de nutrientes, e temos inclusive a memória afetada”, revela Sergio Bastos Jr, também fisioterapeuta especializado em Microfisioterapia.

Como dormir melhor e ter mais saúde?

Claro que não existe uma fórmula mágica para ter o sono dos deuses, e o sono medicado, apesar de ser uma saída estratégica para momentos de crises, não é o mais indicado em um longo prazo. Segundo Fresia e Sergio, o trabalho com as memórias traumáticas do corpo e com as crenças limitantes, que podem ocasionar os estresses e disparar gatilhos que impedem o bom funcionamento do organismo, incluindo o sono, pode ser a melhor saída: “alguns pacientes de Microfisioterapia têm melhora considerável já na primeira sessão”, explica Sérgio.

A questão é que nem sempre os problemas com o sono são facilmente explicáveis e a Microfisioterapia pode atuar buscando as causas mais escondidas, ou mais difíceis de serem diagnosticadas, promovendo uma jornada de autoconhecimento e, claro, melhorando consideravelmente a qualidade do sono. “Além da solução para noites mal dormidas, é interessante ressaltar que, durante o tratamento, é possível descobrir também causas que prejudicam outras áreas da vida e tratar problemas inter- relacionados”, complementa a Dra Fresia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.